Mantas e coisas quentes..

31_08_2015 - 4

Ontem, ao final do dia, fui atacada por uma enorme onda de nostalgia.. A TPM que se apoderou de mim, o cansaço provocado pelo festival e o regresso ao conforto do ninho deixaram-me tão ranhosa e dramática que não me aturo! Hoje o dia fez questão de aguçar ainda mais o meu estado de espírito e apareceu cinzento e ventoso.

Fiquei com a estranha sensação que se tratava de um dia quente de Inverno. E assim tenho estado todo o dia: com vontade de mantas e sofá, de chá e papas de aveia e ver folhas secas lá fora plo chão (claro que não consegui concretizar nenhum destes desejos, afinal estou nostálgica(!), não estou maluquinha!!) Mas, lá está …continua a apetecer.

Sem luz para fotografar as novidades para a loja, sem vontade de agulhar e com dores, dei por mim a ler posts antigos e a tentar perceber porque raio parei eu de escrever. Mais tarde, quando voltar a acordar assim, não terei o que ler, não vou recordar (que a memória sem bengala é péssima) e isso não pode ser!!

E como o tempo passa a correr! Num desses posts antigos encontrei fotografias da M. a “agulhar”. Foi há 3 anos e ela fartava-se de enrolar lãs e linhas às mãos e mostrar os resultados muito orgulhosa!
Hoje já agulha a sério! Aqui mesmo ao meu lado! Agora sou eu quem baba de orgulho.

31_08_2015 - 1

Observo-a e ela nem dá conta que estou a fazer contas de cabeça para tentar compreender como é que ela cresceu tanto durante aquilo que me parecem ser uns quantos meses (sim, passaram tão rápido que me custa chamar-lhes anos).

31_08_2015 - 2

31_08_2015 - 3

Olho para ela e desejo mais intensamente que às mantas e coisas quentes, que daqui por três anos a minha grande pequena M. continue a querer agulhar perto de mim.