o xaile da M

Estes dias que pedem mantas, aquecedores, meias grossas e bebidas quentes, fazem-me desejar conforto. Então, uma destas manhãs, embrulhei-me no meu xaile para ir para a marquise agulhar. Peguei na caneca de chá e fiquei a pensar nele e no quanto é bom enrolar-me nele. O ‘meu xaile’ foi feito pela minha avó paterna – a minha avó Adelaide – e foi-me oferecido quando nasci para me embrulharem. Hei-de-o apresentar.
Deixou-me a pensar que um dia este xaile será da M e perdi-me nas peças que passam de geração para geração! Gostava muito de um dia ser aquela que fez as coisas há muuuuitos anos atrás =) E decidi começar a fazer um xaile que seria para mim, dando inicio à sua “viagem” de mão em mão, de geração para geração…
Mas a M, não conseguiu esperar que deixasse de ser meu para passar a ser seu. Queria um xaile para si… e apresentou-me uma série de argumentos muito válidos: queria outras cores, queria que fosse para o seu tamanho, disse-me que gosta de mostrar coisas feitas por mim e terminou chamando-me a atenção para o frio que está e como um xaile seria agradável para colocar nas costas enquanto brinca …”-Além disso eu sou a mãe deles (os 8 bonecos e peluches que senta lado a lado no sofá) e se tu tens um xaile e és mãe……” – disse-me fitando-me com uma expressão de “ora aí tens!! Não podes escapar!”.

Então nasceu o xaile da M! :)

A técnica dos xailes é a do ‘half granny square’, com um remate lindo pela sua simplicidade, que a minha mãe me ensinou.

A M escolheu a lã e fiz-lhe um xaile que lhe assenta na perfeição! Tem cerca de 85cm de largura e 45/50cm de comprimento. Mas ainda não foi bloqueado.

ADOROU!!! :) Agora já tem um xaile para o seu tamanho, com as suas cores preferidas, para ser uma ‘mãe’ à séria, sem frio …e orgulhosa, pois foi feito por mim! 

esta chucha vai para o gato

Desenganem-se os que pensam que deixar a chucha é fácil!! Nop, não é! “Então, a minha amiga, que me acalma quando estou extra-estimulada, que me reconforta quando estou assustada, que me apoia quando me sinto frustrada, que me mima quando estou carente… então, mas agora é má?! Passou a fazer-me mal aos dentes?! Além disso ela não gosta de vos ouvir dizer essas coisas.. ela precisa de mim! xiuuu.. ela fica triste! …eu er… eu acho que preciso da chucha para deixar a chucha!” – imagino que seja mais ou menos isto que eles devem pensar.

Sei que a M pensou assim, li-o no seu olhar. Por isso também sei que a ajudou saber que, se estava na altura de as deixar ir, antes fossem para o caçador de sonhos cumprir o objectivo de a tranquilizar durante a noite, que para qualquer gaveta… ou sabe-se lá para onde!

Recordo-me que a minha foi para um borrego bebé aqui da horta vizinha. Se fiquei contente? Não! ..mas ele precisava mais dela do que eu…

Creio, portanto, que não passa por desvalorizar algo que foi tão importante, mas pelo contrário, enaltecer as suas belíssimas características e dar-lhe outro objectivo, valorizando-as.

Por isso, a chucha da Matilde (uma menina linda e grande que já tinha deixado as chuchas) foi entregue a um novo amigo! ..e ele estava mesmo a precisar dela =) já repararam no sorriso?

a coruja que caça sonhos

Há já algum tempo que queria fazer um caçador de sonhos com uma coruja, afinal é a “ave soberana da noite”. Enquanto símbolo está directamente ligada ao mistério, sabedoria, conhecimento e inteligência. Há quem acredite que traz sorte e eu acredito que assim é.

Surgiu a encomenda de um caçador para alguém que gosta muito de corujas …e não podia ter aparecido em melhor altura!


Na noite, a coruja está acordada, enquanto todos dormem.. ali está de olhos arregalados, vigilante… no caçador de sonhos, esta é uma característica valiosa, afinal é caçadora de bons sonhos e guardiã de um sono tranquilo e seguro! E é assim que desejamos que sejam todos os soninhos da Laura :)

dots e primavera

Ainda de volta das fotografias das encomendas de Natal, não podia deixar de mostrar estas belezas! Não é a primeira vez que coloco de parte a minha modéstia, por isso já nem me incomodo =P Gosto genuinamente destes garlands! Tenho dito!!

Na verdade tenho uma certa pancada por garlands. Não fora o facto de arriscar transformar a minha casa numa feira ou semelhante e pendurava garlands por todo o lado! Acho-os deliciosos. E estes, são tão simples que se tornam irresistíveis …eu acho!!! =D …e o linho… ai o linho

A B C

Foi ao preparar o post destes cubos que me apercebi que ainda não publiquei uns anteriores. Pois, já tinha feito cubos antes, mas esta encomenda permitiu-me confirmar o gozo que me dá fazê-los. Desenho, pinto, escolho tecidos, corto, coso.. uma alegria!! =D

Estes foram para um lindo rapagão com um quarto em tons de branco e creme, com pormenores verdes azeitona e vermelhos. …e PLIM(!!) cá estão eles!

São três cubos em linho e tecidos de algodão, com ABC e 123 pintados à mão com tintas para tecido e enchimento de poliéster antialérgico. E vão acompanhados por bandeirolas executadas com os mesmos tecidos aplicados nos cubos. 

o amor é feito para 2

“Tive um encontro lindo proporcionado pelo Facebook!
Esta é a minha forma mais subtil de lhe dizer que esta página é a concretização daquilo que imaginamos!

Virei esta página do avesso para me centrar em algo único, mas foi quase impossivel porque cada peça transborda AMOR!”

Receber mensagens como esta, faz-nos acreditar que nos encontramos no caminho certo. E eu acredito! Cada vez me sinto mais motivada, mais concentrada, mais próxima de cumprir objectivos e sobretudo mais feliz!
Este natal foi passado numa correria entre encomendas e mais encomendas :) deixou-me cansada, mas também tão satisfeita!! E no final, saber que consigo transmitir nas peças o prazer que sinto ao realizá-las, deixa-me extasiada, com a sensação de dever cumprido. Inspiro fundo …e inicio outra com mais motivação!
A Márcia encomendou-me este bastidor para oferecer ao seu grande amor. A frase “O amor foi feito para dois, foi feito para ti e para mim” ecoou-me na cabeça durante uns dias até acordar uma manhã com um projecto que me pareceu perfeito, com um pormenor que fazia lembrar as promessas de amor da infância, aquelas que se inscrevem nos troncos das árvores, pois é essa inocência e pureza que me ocorre quando penso nestas dedicatórias! E felizmente a Márcia concordou :)

O resultado foi este:

“Encomenda recebida!
Não resisti e abri o presente do maridão e quer saber a minha mais sincera opinião do resultado?
– Se antes admirava o seu agulhar, agora sou FÃ!
Ter em mãos aquilo com que nos maravilhamos através da Internet… tem outro sabor!
Agora de uma coisa estou certa, as suas agulhas vão tornar os meus presentes mais intensos.
Obrigada pela dedicação
Beijinho”

E pergunto: não terei sido eu a receber um presente? :)

Um grande beijinho, Márcia!!*

Do sotão para a montra …e da montra cá para casa!

Tudo começou assim, no meu aniversário, quando recebi uma encomenda inesperada… já tinhamos falado nela, havia de chegar, faz parte de uma troca, mas não a esperava tão cedo – uma oferta linda com o carimbo Do sotão para a montra
Dentro do embrulho estava a carteira da Cristina Cunha. E não podia ter ficado mais feliz (julgava eu, sem saber o que se seguia). A carteira é L-I-N-D-A! Mais bonita ainda ao vivo, que as minhas fotos, por pressa e sem a devida lente, não fazem justiça ao que vos vou apresentar. Esta menina tem um dom para a costura e bom gosto, que só vos digo!! E as malas que faz?! Têm que ver!!
Cheia de bolsinhas, com espaço “ilimitado” para cartões, sítio para a caneta (ou lápis)… a bolsa ideal para quem anda sempre com projectos atrás!! Fiquei encantada!! 
Mas depois seguiu-se outra encomenda e eu fiquei sentada nos correios a olhar incrédula, com um sorriso de orelha a orelha e uma pequena lagrimita no canto do olho, para a caixa que tinha acabado de abrir…. e pensei: “A Cristina passou-se…!” – ela e eu, porque dentro da caixa estava ……….tudo isto:
Uma bolsa para a costura, que me acompanha desde então, com as árvores de natal que ando a bordar embrulhadas na almofada das agulhas (‘so long, farewell agulhas espetadas sem querer na ponta dos dedos como me acontecia com a outra bolsa) e os novelinhos de lã e tesoura guardados nas bolsinhas ….e é tão linda!! Tão perfeita!! 

Uma bolsa linda linda, que trazia o compasso que a Cristina tinha para me dar ..da sua colecção :p

…tantos pormenores, tantas coisas bonitas! A caixa de origami com as minhas coisas, a borboleta, os flocos de neve, o envelope com os cartões… Oh Cristina… foi uma surpresa das melhores que tenho tido!! Fiquei feliz, feliz!!

É caso para dizer: “Porra!!! Que tem amigas assim, tem tudo!!!” ..e disse, disse sim!! Porque a Cristina é uma menina com um coração enorme, de quem eu gosto muito, muito.

Ainda por aqui? Já deviam estar a encomendar malas!!

A nossa loja não está em funcionamento, por tempo indefinido. Pelo incómodo pedimos desculpa e agradecemos a compreensão * Our store is not available for an indefinite period. Ignorar