o que está no sangue

Muitos dirão que na corrente sanguínea circulam glóbulos vermelhos e brancos, oxigénio, plaquetas…
..é verdade(!), mas não é a esses componentes que me refiro, porque quero acreditar que nas minhas veias percorre o impulso e destreza para as artes manuais, que encontrei (e encontro) nos meus ascendentes. 
São muitos, nas mais variadas áreas, mas no que toca à arte de agulhar espero carregar a herança genética da minha tia Anica – ti’avó materna, uma modista reconhecida nos seus tempos e que arrastou as suas irmãs (a minha avó Herminia inclusive) nas artes da costura, da minha avó Adelaide – avó paterna com uma aptidão enorme para os “lavores femininos” (que produz com um perfeccionismo pouco comum) e da minha mãe – autodidacta que consegue agulhar intuitivamente, com qualquer agulha, como nunca vi ninguém fazer.
Toda a vida me lembro de a ver agulhar. Quando chegava o inverno, os serões eram acompanhados do ‘tictic’ das agulhas de tricot (‘tictic’ que regressou com o nascimento da M.): fez camisolões, casacos, vestidos..; foram mais que muitas as peças de roupa que me costurou à máquina: camisas, macacões, saias..; as minhas bonecas sempre vestiram as roupinhas que a minha mãe fazia, assim como as da M. também já vestem; entre as mais variadas coisas que bordou, tenho uns lençóis que adoro(!) com meninos a brincar e que agora pertencem à M.; tinha no seu quarto um cortinado lindo em macramé feito por si.. Enfim, ficaria aqui eternamente a descrever as coisas lindas que me recordo de a ver fazer.
São várias as pessoas que me dizem que agulhar é contagiante. O estimulo foi tal que arranjei colaboradoras para o projecto =) e com uma família assim ..como podia deixar de aproveitar =D 
Estas botinhas foram produzidas pela minha mãe, que entre recolha de imagens para inspiração e estudo de material, em poucas horas criou estas botinhas em crochet que nada deixam ao acaso. São crochetadas em lã, com sola também de lã e palmilhas em flanela, para o bebé ficar mais confortável e quentinho.
O Mint não as deixou passar e adoptou-as! São lindas!!
..e já há outros modelos a sair! 😉
Anúncios

7 opiniões sobre “o que está no sangue”

  1. hummmmm >3 que bom parecer isso tudo aos teus olhos. obrigado.um dia o teu avô jaime ensinou-me que havia muitas maneiras de ver o mundo. pintou-me o meu de cores que talvez só eu veja. quero acreditar que de alguma maneira consegui passar-te essa minha paleta para que pintes o teu.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s