o casamento da Sofia

Em meados de Fevereiro fui contactada por uma noiva tão, mas tão apaixonada que me contagiou. A Sofia pediu-me que bordasse um lenço para o seu futuro marido e no seu pedido vi reflectido o que escrevi anteriormente sobre os lenços de casamento.

Enquanto bordei o lenço pensei muito sobre o amor, sobre o significado que este lenço iria ter na vida destas pessoas.. e quando dei por mim, estava ainda mais apaixonada pelo que faço, pois percebi o impacto que estas peças têm.
Através de uma mensagem que me enviou ao receber o lenço, a Sofia acabou por me confirmar aquilo em que vinha reflectindo.
Há coisas que nós vemos na internet, e as noivas vêem muitas coisas na internet, e achamos sempre que é impossível e depois temos a agradável surpresa de encontrar pessoas como a Cristina, que afinal o que fazem realmente é de facto magia e fazem-nos acreditar que as coisas simples e bonitas existem…
Era isso que queria, algo simples, bonito e que não fosse material em estrito para dizer ao homem com quem vou casar que o amo muito… Porque afinal é por isso que as pessoas casam: porque se amam =)
E a Cristina fez isso real =) Por isso só podemos mesmo chamar de magia =)
Obrigada obrigada e obrigada =)

Não foi a primeira mensagem que recebi com um agradecimento, mas foi aquela que mais me tocou. Esta mensagem cimentou o que vinha sentindo:

Sou apaixonada pelo que faço!!

A Sofia casou este mês e eu desejo-lhe as maiores felicidades! =) 
…e obrigada também, minha querida Sofia 😉

de uma madrinha babada

..para a sua princesa Leonor.
Esta encomenda foi das que mais prazer me deu conceber. Gostei de tudo! Desde a composição à execução do lenço, o bordado e o caseado com crochet a rematar…

as cores, a banda sonora, o cantinho que criei para bordar..

..a tarde que passei com a minha tia Mari’Lena, a aprender os pontos do bordado dos lenços.
Momentos tão ricos ….e eu sem máquina!! Pois, passei por tudo isto, sem uma máquina para fotografar. É por isso que este post é acompanhado por algumas fotos que tirei com o telemóvel..
Tenho que agradecer à Filipa, pela linda encomenda que me fez – um lenço dos namorados para oferecer à sua afilhada como prenda de baptizado, uma prenda com o mesmo tema que o casamento dos seus pais <3. 
Andava a adiar esta experiência há demasiado tempo e no entanto correspondeu exactamente ao que imaginava. Pegar num projecto destes é como devorar um livro do qual não nos conseguimos afastar. É bom!!!

Ausente, mas não parada =)

É ao som de Woody Herman que vos escrevo este post. Será curto, pois o tempo é pouco. Quero apenas apresentar os Conjuntos de Natal em Branco =)

São dois modelos com almofadinhas em linho (tal como as anteriores, também estas são “recheadas” com alfazema) e complementadas com um pompom e uma bola agulhada em crochet.

Existem dois tons de branco:

um branco amarelado…

…e outro branco limpinho

Ainda vai a tempo de fazer do seu Natal um Natal Mint =)

o meu Natal em vermelho e ponto cruz

 O Natal chegou(!) …aqui em casa (ao meu colo, entre linhas, linho e lãs) já chegou há mais tempo. E com ele chegaram os sinos e os cânticos entoados baixinho ..tão baixinho que por vezes só eu os oiço. Mas estão sempre cá. Não paro de os cantar, mesmo que não passem de uns lalalaalas ou nananaaans..
e dá-me prazer, um prazer imenso! Tão grande que o tempo do Natal parece passar mais lento, oferecendo mais horas para fazer o que a ele diz respeito! …e continuam os lalalaaalas e os nanananans.. Ah! e os xings xings xings! Todos baixinho ou só na minha cabeça.

Os primeiros a remeterem-me para este estado, foram as almofadinhas de Natal em ponto cruz. São bordadas em quadrilé de linho e complementadas com um tecido (lindo!) de algodão. O conjunto é composto por um pompom, uma bola e um coração (ambos de lã e feitos em crochet) e uma almofadinha com cheirinho de alfazema.

Existem apenas cinco conjuntos diferentes =) todos eles trabalhados à mão, com muito amor.

o bibe do Santiago

O Santiago também quis um bibe rejuvenescido. Depois de ver o da irmã, um bibe só de riscas não tem graça nenhuma.
Mas o Santiago já é um menino crescido, já não é nenhum bebé! Por isso teve direito aos interesses que os meninos crescidos têm. Refiro-me então:

… às letras, dinossauros…


…e carros!

Ou estou enganada?!

Acima de tudo, o bibe de um menino crescido não pode ser um bibe cheio de macacadas (a não ser que o fosse literalmente), tem que ser um bibe.. divertido!!

Espero que gostes!

o bibe da Helena

 A minha amiga Luísa fez-me uma encomenda para reaproveitar o bibe do Santiago, que já é um menino crescido, grande demais para bibes de “bebés” =P Queria que bordasse o nome da Helena, para que esta se pudesse apropriar devidamente do bibe que já pertencera ao irmão.

Mas se há algo de que não gosto é de fardas escolares. Acho-as descaracterizadas, sem personalidade. Então, não me consegui conter e fiz mais que bordar o nome da Helena, que ficou com um bibe cheio de cor =)

 Este é o resultado:

o casamento

Há muitas formas de gritar ao mundo que encontrámos quem nos complementa: gritá-lo efectivamente, apresentar a cara-metade a toda a gente, levar a pessoa connosco para onde quer que vamos (inclusive para casa, com escova de dentes atrás), mudar no perfil do FB para “numa relação com..”, apertar com força a sua mão na rua e esperar (a sorrir ..por dentro e por fora) que todos o vejam, poderíamos inclusive carimbar-lhe no rosto “é meu!”, entre outras ..e há o casamento.
Mas quando o casamento não é suficiente e continuamos a sentir explodir no peito a vontade de fazer mais(!)..
..aí podemos materializá-lo num presente especial, deixando explicito o que sentimos para todo o sempre.
Os lenços que a E. me pediu são uma prova de um novo amor que chega para sempre e de um outro que é sempre eterno. Parabéns!