Ausente, mas não parada =)

É ao som de Woody Herman que vos escrevo este post. Será curto, pois o tempo é pouco. Quero apenas apresentar os Conjuntos de Natal em Branco =)

São dois modelos com almofadinhas em linho (tal como as anteriores, também estas são “recheadas” com alfazema) e complementadas com um pompom e uma bola agulhada em crochet.

Existem dois tons de branco:

um branco amarelado…

…e outro branco limpinho

Ainda vai a tempo de fazer do seu Natal um Natal Mint =)
Anúncios

um Natal cheio de corações

 Corações, corações, corações…. está tudo cheio de amor, calculo(!), pois afinal os Corações de Natal têm sido um sucesso!
Hoje terminei outros, com outras cores. Aqueles a que chamei os ‘convencionais’ (com as habituais cores associadas ao Natal) e uns com um dos tecidos lindos da ‘M is for Make‘, para utilizar os corações em branco.

Os primeiros são crochetados com o famoso fio da Made in PaperXmas Special Edition” e ficaram lindos!
Tenho-os em dois tons diferentes: 

em vermelho

e em verde.

E depois tenho os corações brancos..

..e estou a encher mais Corações de Natal castanhos!

É como digo: o Mint Handicrafts anda mesmo a espalhar amor =)

tea for two

Um chá (este chá!) torna tudo especial! 
Não existe nada como um pequeno almoço que se prolonga pelo dia até a noite chegar. Com ele boa companhia, lareira, boa música, conversa que lembra cerejas …e bolachinhas. Assim fui recebida pela minha querida Maria.

Lá fora estava um dia gelado! Mas com a lareira a crepitar ..ah(!) haveria melhor cenário para  agulhar? Não creio! Estive a agulhar corações de Natal até mais não! 
Mas confesso.. desta vez não houve música de Natal na cabeça. Houve Ana Moura, Mallu Magalhães, Cícero, Marcelo Camelo… por isso vamos ter que repetir =)

o Natal Mint, é um Natal perfumado

As primeiras decorações de Natal a sair!

Os “Corações de Natal” são saquinhos perfumados com alfazema natural, para decorar a sua casa deixando-a com um cheirinho muito agradável (posso garantir!) =)

Feitos em pano cru (decorado com ponto de máquina) e feltro, estes saquinhos são complementados com os corações feitos em crochet com o lindo fio da Made in Paper e galões maravilhosos.
Ainda vão surgir mais Corações de Natal : com os tons invertidos (corações em cru) e com os tons de Natal, para uma decoração mais convencional).

Que comece o ‘Feliz Natal’!! =D

o que está no sangue

Muitos dirão que na corrente sanguínea circulam glóbulos vermelhos e brancos, oxigénio, plaquetas…
..é verdade(!), mas não é a esses componentes que me refiro, porque quero acreditar que nas minhas veias percorre o impulso e destreza para as artes manuais, que encontrei (e encontro) nos meus ascendentes. 
São muitos, nas mais variadas áreas, mas no que toca à arte de agulhar espero carregar a herança genética da minha tia Anica – ti’avó materna, uma modista reconhecida nos seus tempos e que arrastou as suas irmãs (a minha avó Herminia inclusive) nas artes da costura, da minha avó Adelaide – avó paterna com uma aptidão enorme para os “lavores femininos” (que produz com um perfeccionismo pouco comum) e da minha mãe – autodidacta que consegue agulhar intuitivamente, com qualquer agulha, como nunca vi ninguém fazer.
Toda a vida me lembro de a ver agulhar. Quando chegava o inverno, os serões eram acompanhados do ‘tictic’ das agulhas de tricot (‘tictic’ que regressou com o nascimento da M.): fez camisolões, casacos, vestidos..; foram mais que muitas as peças de roupa que me costurou à máquina: camisas, macacões, saias..; as minhas bonecas sempre vestiram as roupinhas que a minha mãe fazia, assim como as da M. também já vestem; entre as mais variadas coisas que bordou, tenho uns lençóis que adoro(!) com meninos a brincar e que agora pertencem à M.; tinha no seu quarto um cortinado lindo em macramé feito por si.. Enfim, ficaria aqui eternamente a descrever as coisas lindas que me recordo de a ver fazer.
São várias as pessoas que me dizem que agulhar é contagiante. O estimulo foi tal que arranjei colaboradoras para o projecto =) e com uma família assim ..como podia deixar de aproveitar =D 
Estas botinhas foram produzidas pela minha mãe, que entre recolha de imagens para inspiração e estudo de material, em poucas horas criou estas botinhas em crochet que nada deixam ao acaso. São crochetadas em lã, com sola também de lã e palmilhas em flanela, para o bebé ficar mais confortável e quentinho.
O Mint não as deixou passar e adoptou-as! São lindas!!
..e já há outros modelos a sair! 😉

só corações são mais que mil

Gosto dos momentos que antecedem a materialização do que criamos.. a expectativa vai aumentando, enquanto os materiais são escolhidos, as cores, etc. Chego a sentir borboletas no estômago, tal é o entusiasmo! 
Um destes dias deitei-me a pensar nas decorações de natal e surgiu uma ideia!! E logo de seguida lembrei-me dos lindos fios da Made in Paper e em como se adequavam para o que pretendia. A verdade é que me tive que levantar a meio da noite para ver os fios e me tranquilizar =P
Desde então, ando a crochetar corações para o Natal. Enquanto os agulho, bonitas recordações me vão aquecendo o peito. 
Conhecem a Oração, da Banda mais bonita da cidade? Então chamo a atenção para um excerto da música e assim contextualizar uma declaração de amor que vos vou contar.
“(…) coração não é tão simples quanto pensas, 
nele cabe o que não cabe na despensa,
cabe o meeeeeeuu amoooooooooor (…)”
Este Verão, a M. cantou esta música vezes sem fim. Um dia, já depois de ter avisado que se encontrava especialmente romântica (e foi mesmo assim, sem mais nem menos: “-Mãe, olha que hoje estou romântica!”), diz-me toda melosa: “-Sabes mãe.. tu cabes na minha despensa….” =D
O truque para crochetar os corações do Natal? Agulhá-los com muito amor.