conta-me histórias

Ouve-se a voz e sabemos que se deu inicio a mais um conto. E já nos prendeu, pois começa segura e com o tom de quem tem algo estrondoso para contar. (Entusiasmo, entusiasmo!! Dou por mim sentada de pernas cruzadas, inclinada para a frente como se assim ouvisse melhor ou conseguisse anteceder o que vem de seguida.) Por vezes já se sabe onde aquilo vai parar, mas ainda assim chegamos lá como se de uma novidade se tratasse.

Ouvir contos é isto, é passar a outro o controlo do imaginário e regressar, com sossego, à infância, onde tudo é limpo, inocente e novo. E vale a pena ouvi-los sem os preconceitos e responsabilidades que nos perseguem e deixarmo-nos apenas estar.. com o tal entusiasmo.

Este para mim é feito de flores e maçãs. E nele há um lobo, uma menina e uma avó.

O resto.. o resto é história!


Anúncios

um Natal cheio de corações

 Corações, corações, corações…. está tudo cheio de amor, calculo(!), pois afinal os Corações de Natal têm sido um sucesso!
Hoje terminei outros, com outras cores. Aqueles a que chamei os ‘convencionais’ (com as habituais cores associadas ao Natal) e uns com um dos tecidos lindos da ‘M is for Make‘, para utilizar os corações em branco.

Os primeiros são crochetados com o famoso fio da Made in PaperXmas Special Edition” e ficaram lindos!
Tenho-os em dois tons diferentes: 

em vermelho

e em verde.

E depois tenho os corações brancos..

..e estou a encher mais Corações de Natal castanhos!

É como digo: o Mint Handicrafts anda mesmo a espalhar amor =)

Era uma vez…

..uma menina que pediu: “(…) vermelho e bonecada (…)” – estas foram as indicações que me levaram directamente ao conto do Capuchinho Vermelho. Finalmente encontrei um projecto onde aplicar o galão que adquiri na Retrosaria. Este era um dos tais que contava histórias, recordados?

“O Capuchinho Vermelho levou flores e maças à avózinha (que se encontrava doente) para que esta melhorasse.”
Até me parece bastante apropriado uma vez que tenho a casa repleta de xaropes pediátricos e termómetros (seria óptimo que as flores e maçãs também ajudassem a pequena M.).

Já sei que a menina da história (desta história!) ficou feliz com o resultado. A capa, com um detalhe de patchwork em tecido e galão, é composta por linho e algodão. Também é amovivel, o que a permite lavar e reutilizar em qualquer outro caderno ou agenda das mesmas dimensões. Parece-me caso para dizer: 
“E viveram felizes para sempre…” =D

contadores de histórias

..assim são os galões que adquiri através da retrosaria da Rosa Pomar =)

Há já 3 anos que adquiro produtos da Rosa. A minha primeira encomenda, foi um sling lindíssimo para manter a M. perto de mim. Agora sou cliente assídua da sua retrosaria e aguardo por todas as encomendas como uma criança à espera pelo Natal. 

Ainda não sei exactamente onde os vou utilizar, mas estou ansiosa.